um blog apenas sobre artesanato em massa de modelar.

Lapis Lazuli

Hoje experimentei uma técnica nova, e como é relativamente fácil e com um resultado muito bonito, decidi deixar aqui um breve manual. Como fazer lapis lazuli com fimo.

 

Material:

  • fimo transparente
  • fimo azul
  • fimo azul-marinho
  • fimo azul cobalto
  • fimo azul muito escuro (navy blue)
  • folhas de ouro (ver na imagem)

Nos azuis, não tinha aqueles especificamente, então usei o: 33, 37, 35 e o azul metálico.

Desiree - Lapis Lazuli

As quantidades não são especificadas, podemos adicionar por isso as quantidades que mais nos agradar. Eu orientei-me pela imagem ao lado da artista Desiree.

Começamos a cortar todo o fimo grosseiramente, juntando-o, sem o amassar. Continuamos a corta-lo até que este se pareça um pouco com as cores que queremos e esteja todo misturado. Juntamos bocados da folha dourada, também aqui as quantidades de dourado é ao nosso gosto.

Desiree - Lapis Lazuli

Voltamos a cortar tudo sem ter em atenção as folhas dourado que se irão misturar naturalmente com o fimo. Devem cortar tudo mesmo muito bem.  Quando tiverem um moinho de fimo semelhante a estas fotos estão quase a terminar. Agora só falta juntar tudo numa bola/quadrado. Devem usar as mãos e não o rolo. Devem apertar tudo muito bem, para que não se forme bolhas de ar.  E prontos, agora é só usar o vosso lapis lazuli para o que desejarem. No meu caso fiz uns pendentes:

 

Anúncios

O que é fimo?

Nada melhor para o primeiro post deste blog, do que explicar o que é o fimo e mostrar um pouco do que se faz com ele. Comecemos por dizer que fimo é o nome de uma das marcas das várias massas de modelar que existem no mercado. Por cá é a mais conhecida e a que mais facilmente se encontra, em papelarias grandes ou em qualquer loja de produtos para trabalhos manuais, encontramos uma gama de cores variada e com um preço acessíveis – entre 1,50€ e 1,70€. A massa modelar/fimo assemelha-se em tudo com a plasticina tradicional, é preciso amassa-la/aquece-la com as mãos, para depois a trabalhar como gostarmos. Podemos e devemos misturar cores e o melhor do fimo é que nenhum bocadinho se desperdiça. No fim da modelagem, levamos as peças ao forno para ficarem duras, uns 15 minutos a  110º, podendo variar dependendo das marcas, por isso ver sempre as embalagens com as instruções.

Há depois vários tipos de fimos, o clássico, o soft, brilhantes, a imitar pedras, transparentes ou fluorescentes e até uma nova linha que seca ao ar, que não necessita por isso de ir ao forno. Como vêem é só ter ideias, procurar um pouco na net manuais e começar a fazer, não é necessário material especifico para trabalhar com o fimo, podemos adaptar e usar ferramentas do dia para cortar, alisar ou dar textura, o forno pode ser usado para a cozedura (o fimo tem um pouco de cheiro, por isso devem ter alguma atenção a isso) e as peças poderão ser para todos os usos que vocês imaginam, ore vejam:

Bijutaria

Cynthia Tinapple

Sandra McCaw

Quaz'arte (autora portuguesa)

Donna Kato

Utilitários

Desiree

Quaz'arte (autora portuguesa)


Decoração

oddfae

oddfae

Misty

Christi Friesen

Trabalhos fabulosos!

Nuvem de etiquetas